03/01/2016 – Ano da reforma para um novo tempo das novidades de Deus
Por Comunicação BNA | 851 Visualizações | 04/01/16

Reforma

Sem. 03 a 09/01/16
Jd. 3.

Mais um ano se inicia e com ele também se renovam os votos, as esperanças de se viver um ano diferente e melhor. Logo nos primeiros minutos do novo ano, as mensagens sempre são as melhores possíveis: “feliz ano novo”, “um próspero ano novo”, “saúde e muitas realizações”, por aí vai…..
Todos nós queremos e desejamos a toda nossa família, discípulos e amigos realmente um ano de muitos sonhos e conquistas, mas é preciso entender que qualquer mudança para uma colheita melhor em nossa vida, primeiro passará pela mudança da nossa semeadura. É certo que se não houve mudanças na semeadura, também nunca haverá mudanças na colheita.
Somos livres para escolher a espécie é a qualidade da semente para semear, todavia cativos da nossa colheita – a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória (Gl. 6:7).
O nosso sonho para um futuro melhor passa pela forma que estamos vivendo o presente.
O Espírito Santo tem ministrado em nosso coração nestes dias a necessidade de uma grande reforma em nossa vida. Podemos dizer que nestes dias somos convidados para passar por grande reforma espiritual. Não se faz reforma permanecendo nas velhas práticas, mas com mudança de comportamento. Toda reforma traz consigo o incomodo, o transtorno, as restrições e até algumas vezes impedimentos, mas ao final se pode desfrutar de uma nova conquista, mais ampla e mais bonita.
Por isso, temos sido desafiados neste dias a abrir o nosso coração para uma profunda consciência que realmente precisamos passar por grande reforma.
“O Eterno está requerendo uma postura firme e corajosa dos seus Reformadores, para termos direito a uma colheita diferentes de todas as outras já vistas até o momento. Cada geografia mudará de acordo com a necessidade e se manifestará a libertação do Senhor. Não será fácil reformar, pois incomoda, porém, depois da casa ajustada haverá aplauso do Céu e respeito nos ambientes em que vivemos” (Ap. Renê Terra Nova).

Voltando a essência  da fé no Evangelho de Cristo – (Jd. 3) Nenhuma reforma poderia acontecer sem antes passar pela campo da fé. Judas em sua carta mostra a sua preocupação com os conceitos introduzidos de falsos ensinos na igreja. Por isso a advertência a “batalhar pela fé que uma fez foi dada aos santos”. Batalhar no original do grego é: epagõnidzomai > Lutar fervorosamente por.  A vida do cristão deve ser uma guerra constante contra a carne, contra o diabo, contra o pecado e contra tudo que não é a vontade perfeita do nosso Deus. Ou seja, a recomendação para a igreja do Senhor é para lutar incessantemente, ininterruptamente para poder manter a fé pura que um dia nos fez reconhecer a nossa condição de incapacidade de viver sem a graça do evangelho de Cristo. A mesma fé que nos levou a mudança de caminho, a fé que alegra o nosso coração pelo fato de estarmos na presença de Deus, de pertencer a Ele. Essa fé que é capaz de vencer o medo, que faz continuar olhando sempre pra Ele. Foi movido nesta fé pura que a igreja inaugurou novos territórios, curou geografias, e escreveu a sua história de conquistas que ultrapassaram barreiras geográficas, culturais, etnias, crenças, e ideologias. Enfrentou perseguição sem recuar em seus princípios, uma fé viva capaz de levar homens a abrirem mão da própria vida. (Hb. 11: 33 a 37). “os quais por meio da fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam a boca dos leões. Apagaram a força do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram forças, tornaram-se poderosos na guerra, puseram em fuga exércitos estrangeiros. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; e outros experimentaram escárnios e açoites, e ainda cadeias e prisões. Foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados”.

Fomos levantamos em nossa geografia para conquistaremos em qualidade. Em 2016 entraremos no nível de conquistas espirituais mais que nos anos anteriores. O investimento no caráter da Igreja e as mudanças nas geografias trarão uma amplitude de valores onde caminharemos mais rápido e entraremos nas novidades do Senhor.

Apóstolos Ivanildo e Cássia Beatriz.
2016 “Ano da Reforma”
www.bna12.com.br

1 Comentário

  1. Glória Deus! O Ano da Restauração passou e,agradeço por tudo que Ele trouxe de volta ao lugar.Por Vidas e Ministérios Resgatados. Agora o nosso coração anseia pela poder da Reforma, é tudo muito grandioso; Ser reformador é ser instrumento, é ser corajoso, é fazer a diferença… Uma Mensagem poderosa. Que este seja o Ano da Diferença nas Geografias e no Reino de Deus.

    Alelúias Jesus!

Deixe o seu comentário!

 Top