06/03/2016 – O Cristão e a Responsabilidade do Testemunho / PT II
Por Comunicação BNA | 364 Visualizações | 07/03/16

pen-and-paper

Sem. 06/03 a 12/03/16.
Mt. 6:13 a 15

Na primeira parte desta ministração comentamos sobre a importância do sal para dar sabor e seu poder para preservar as características dos alimentos, e a correlação deste elemento com a nossa chamada para esta geração. Hoje continuaremos comentando sobre a segunda parte do nosso texto base.
Nestes últimos dias temos vivido um problema grave de iluminação pública em nossa cidade, por conta de uma demanda judicial entre o nosso município e a empresa concessionária de energia elétrica para saber quem será   responsabilizado pela manutenção da iluminação publica. Com isso ruas inteiras de várias bairros da cidade ficou as escuras, e a comunidade sofrendo as consequências deste embate.
Estou usando este fato vivido por nossa cidade para ilustrar a nossa ministração. Diferente deste episódio ilustrado, nós como cristãos não temos dúvida da nossa responsabilidade em deixar a luz de Cristo brilhar em nossa vida, pois não poderemos nos esquivar desta responsabilidade independentemente dos pretexto e argumentados. A chamada é clara!

Jesus disse: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens…”. O que significa que enquanto o cristão não assume a responsabilidade de deixar a sua luz brilhar, as pessoas em sua volta permanece na escuridão (a exemplo da nossa ilustração), pois só a luz de Cristo em nossa vida pode dissipar as trevas do engano que há neste mundo.

Conc. A luz de Cristo se manifesta em nossa vida por meio do nosso bom testemunho, das nossas boas obras, do nosso bom procedimento, da nossa vida equilibrada e fiel a palavra de Deus. Quantas pessoas podem ser alcançadas por meio do nosso  testemunho cristão. Aproveite este tempo preparado por Deus de reforma que estamos vivendo e deixemos a palavra de Deus moldar a nossa maneira de viver. “para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo,  retendo a palavra da vida; para que no dia de Cristo eu tenha motivo de gloriar-me de que não foi em vão que corri nem em vão que trabalhei”. (Fil. 2:15,16).

27/02/2016. “Ano da Reforma”
Apóstolos Ivanildo e Cássias Beatriz
www.bna12.com.br

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top