09/08/2015 – Lição de uma Viuva
Por Comunicação BNA | 413 Visualizações | 10/08/15

TENHA SEMPRE AZEITE NA BOTIJA_img_2

Sem. 09 a 15/08/15
1 Rs. 17:8-16.

Neste texto aprendemos uma grande lição com a viúva de Sarepta, ela foi desafiada a confiar e abrir mão daquilo que poderia ser a última refeição para ela e seu filho. Certamente a situação daquele viúva naqueles dias era extremamente desfavorável, e por intermédio de sua fé, ela pode ter uma experiência que nenhuma outra viuva daqueles dias viveram. Ela pode desfrutar do milagre da provisão do Senhor em sua mesa  é aquela situação que parecia não ter solução se transformou em uma experiência ímpar que tem edificado vidas. Vejamos o que podemos aprender com esta experiência vivida pelo profeta e a viúva de Sarepta.

1) Exercendo a fé no limite das possibilidades – Olhando pelo ponto de visto humano, da lógica, ou  da razão, facilmente chegaria-se a conclusão que no mínimo o discernimento da  direção dada ao profeta estaria equivocada, pois mandar alguém desprovido de recursos procurar ajuda em outra pessoa em situação semelhante não parece ser uma boa solução.

A viúva certamente quando avisada pelo Senhor que teria um hóspede para alimentar, não imaginaria como poderia fazer para cumprir esta difícil tarefa em face às suas circunstâncias adversas. Ao receber a direção do profeta a fé daquela  viúva foi colocada em teste, teria que  escolher usar seus últimos recursos, que era o suficiente para fazer sua última refeição com o seu filho, ou abriria mão do que ainda lhe restava para obedecer um direção. Mas na contramão da razão, da lógica a viúva ainda encontrou fé para exercer a generosidade e obedecer, mesmo  que no limite de suas possibilidades preferiu usar o pouco que lhe restava para servir aos propósitos de Deus. Neste dias constantemente somos desafiados a administrar o nosso tempo, nossos valores, nossas prioridades, nossas finanças, e outras áreas de nossa vida em que muitos vezes somos desafiados também a fazermos escolhas entre abrir mão para fazer a vontade de Deus ou fatalmente não conseguiremos servir aos propósitos de Deus nesta terra. O que o Senhor tem pedido para você realizar, que o levará ao teste das escolhas? E qual tem sido a sua resposta à direção divina.  Os cenários e as dificuldades podem ser diferentes, mas os resultados serão os mesmos, sempre que optamos por obedecer a direção de Deus, receberemos a recompensa da fé, pois o nosso Senhor jamais se esquece de Suas promessas.

 

2) Exercendo a Fé no campo da incerteza – Embora diante das incertezas aparentes a viúva ainda foi generosa o suficiente para partilhar com um estrangeiro o que ela acreditava ser a última refeição que podia prover para seu filho e para si mesma. Tudo que ela tinha era uma promessa que não iria faltar, mas antes ela tinha que entregar o que estava em suas mãos e crer no que ainda estava por vir, algo que ainda estava no campo da promessa (11:1). É no campo das incertezas que as vezes somos expostos aos testes da fé, onde somos colocados à prova. Estamos vivendo em um tempo onde tudo tem de ser pra agora, estamos na era do imediatismo, não suportamos esperar. Mas é bom lembrar que uma das maneiras de Deus  trabalhar em nossa vida é o tempo, Ele é o Senhor do tempo. Bíblia afirma que para cada  propósito existe um tempo determinado na face da terra (Ec. 3:1).

A fé é uns dos quesitos para agradar a Deus. É preciso manter a chama da fé viva em nosso coração. Constantemente somos submetidos às situações que nos levam a perder a esperança, é preciso manter os olhos nas promessas do Senhor, pois com todo certeza nenhuma promessa de sua palavra ficará sem o seu comprimento (Mt. 6:32,33).

Conclusão – Quando olhamos para as experiências vividas por pessoas que decidiram confiar na direção divina e seus resultados temos a oportunidade de alimentar a nossa fé para poder avançar  quando Deus chamar à ação, mesmo não sabendo todos os detalhes da jornada temos a convicção que Ele sempre estará no controle de todas as coisas e ainda que em situações difíceis podemos confiar no Seu agir, e no Seu cuidado para com o Seu povo.

09/08/15. “Restaurando o Altar para legitimar uma colheita fiel”
Aplos. Ivanildo e Cássia Beatriz.
www.bna12.com.br

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top