17/05/2015 – Murmuração, veneno letal do imperio das trevas
Por Comunicação BNA | 369 Visualizações | 17/06/15

mx4dv81

Sem. 17 a 23/05/15
Fp 2:14; I Co. 10:10

O Apostolo Paulo quando escreve aos filipenses, e a igreja de Corinto observa o perigo da murmuração, levandos a entender que a murmuração é uma característica inconveniente aos relacionamentos, tem a capacidade de contaminar o corpo de Cristo (igreja), levando muitos a perecer. Pois a murmuração impedi o agir de Deus em favor do homem.
Murmurar é: queixar-se, lastimar-se, falar mal, apontar falta, fazer mau juízo de alguém ou de alguma situação. O murmurador é uma pessoa carregada de incredulidade, inconstante nos propósitos estabelecidos, desmotivadora. O murmurador sempre procura uma situação para derramar o veneno da critica. É como ave de rapina, sempre procurado algo em estado de podrificação para se alimentar. A alma do murmurador se alimenta da falha alheia. A murmuração é como vicio: difícil de se combater. Geralmente o murmurador em tudo que faz, encontra uma brecha para
reclamar. O apostolo Paulo disse: “fazei tudo sem murmuração”. O murmurador encontra defeito em tudo, sempre encontra uma oportunidade para apontar os erros dos outros.
O murmurado começa a murmurar primeiro em seu coração e depois com a sua boca (Mateus 12:34). A Murmuração não depende das circunstancias, porque é um estilo de vida, uma cultura criada, um estado de espírito. Murmuração é uma doença emocional muito grave. A murmuração leva a pessoa a ser crítica demais e o critico semeia dissensão entre os irmãos, uma prática condenada amplamente pela palavra de Deus. (Pv. 6:16-
19). “Tudo que vier as tuas mãos faça conforme as tuas forças, sem murmurar e sem contender”.
Algumas situações por onde entra o espirito de murmuração:
1) Frieza espiritual – Quando a pessoa está enfraquecida espiritualmente, ela começa ver coisas onde não existe, a fazer juízos precipitados, a suspeitar mal das pessoas, a ver erros em tudo. O inimigo distorce a visão das pessoas para que elas não vejam as coisas boas em sua volta.

2) Amargura – A pessoa contaminada pela amargura nunca está satisfeita, é um tormento conviver com pessoas amarguradas, dificilmente conseguiremos agrada-las, pois sempre existirá um “porque”; e um “mas”. A pessoa amargurada briga por qualquer coisa. (Pv. 21:9,19 e 26:21).

3) Falta de vigilância – O inimigo da sua vida sempre vai criar situações para fazer você murmurar. Vai usar pessoas, circunstancias, e armadilhas, para levar você a reclamar contra Deus. O inimigo coloca venda nos olhos das pessoas para que elas não vejam o quanto o Senhor tem sido bom para com o Seu povo.

Vencendo o espirito de murmuração:
1) Mudando a nossa maneira de pensar (Fl. 4:8) – A nossa mente é um campo, onde sofremos constates ataques das trevas. (Tg. 1:14,15). A batalha contra o mal se vence no campo da mente, pois se descer parar o coração ele será concebido, e dará luz pecado, e o pecado após ter se consumado gera a morte. Por isso a expressa recomendação bíblica: “Não vos conformeis com este mundo, mas transformar-vos pela
renovação da vossa mente….” (Hb. 12.).

2) Decida e mude as suas atitudes – Todas as vezes que for abrir a boca para murmurar, experimente ver algo de bom na situação, às vezes é preciso tirar os olhos do “agora” e olhar um pouco mais a frente, pois sempre após uma grande tempestade, vem uma brisa. Sabemos que muitas tempestades deixam os seus rastros de destruição, mas Deus sempre nos dará condições para recomeçar, e fazer melhor. “Pois em todas estas coisas somos mais do que vencedores” Rm. 8.). As vezes a vitória não vem no primeiro momento em que esperamos, mas Deus tem o poder inexplicável de fazer com que até mesmo as nossa percas se transformem de alguma maneira em uma oportunidade de manifestar a Sua Gloria. (Rm. 8:18).

Conc. Todo murmurador compromete a sua conquista, pois está fadado a morrer e levar outros a
morrerem no deserto. Mude o seu discurso, tenha uma linguagem saudável, e edificante para aqueles que
estão a sua volta. Seja um promotor das bênçãos de Deus na vida das pessoas e não um veneno destilado
do império das trevas para paralisar as pessoas no Reino de Deus. O Senhor Jesus conta com a sua boca
para profetizar benção na direção da sua família, do seu ministério, da sua igreja, da sua célula, do seu
trabalho, da sua escola, dos seus vizinhos, e da sua cidade. “Se tu uma benção!”

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top