24/09/2017 – QUEBRANDO O JUGO DA REJEIÇÃO
Por Comunicação BNA | 56 Visualizações | 27/09/17

 

QUEBRANDO O JUGO DA REJEIÇÃO

 

Isaías 53:3 Sem. 24 a 30/09/17

 

Quando falamos de rejeição, percebemos que lembranças começam se manifestar em nossas mentes, somos seres dotados de lembranças boas e ruins que nos acompanham ao longo de nossa vida, e muitas dessas situações que lembramos ao longo de nossa vida produziram e ainda produzem em nós de certa forma experiências, algumas dessas experiências nos trouxeram amadurecimento, outras nos trouxeram traumas e talvez ainda mexam com nossas estruturas. Rejeição é o processo e a consequência de rejeitar (resistir, negar ou recusar). Ao manifestar rejeição para com algo, deixa-se em evidência que não se o aceita ou tolera.

 

O profeta Isaías foi considerado o profeta messiânico, pois profetizou em vários momentos sobre o Messias, Jesus o nosso Salvador e no capítulo 53 ele descreve esse Salvador como um homem desprezado e rejeitado por muitos, homem de dores do qual muito se desviavam, esse era o Senhor Jesus, aquele que viria para salvar a humanidade e mudar a sua e a minha história, ele foi humilhado, rejeitado, mas cumpriu a sua missão com excelência e exalou o seu amor pelo pecador, pelo desprezado, pelo rejeitado, mesmo experimentando na carne esse sentimento. Atualmente milhões e milhões de pessoas cristãs ou não de certa forma sofrem ou sofreram com esse sentimento de rejeição, e a pergunta é, como vencer esse sentimento dentro de nós e não permitir que esse jugo nos domine e nos escravize ao longo da nossa vida?
1) Entendendo a cruz de Cristo: O próprio Jesus não desfrutou aceitação e aprovação dos homens quando esteve na Terra. Ele foi humilhado e desprezado pelos homens, enfrentou todas essas coisas e muito mais para que pudéssemos ser libertos dos nossos pecados e também do sentimento de rejeição. Toda rejeição que Jesus enfrentou durante Sua vida na Terra e em Sua agonizante morte de cruz foi em nosso benefício. Jesus não tinha problemas. Ele era um homem sem pecado. Ele não tinha que enfrentar aquela rejeição por sua própria causa. Nós é que tínhamos problemas, assim, Ele, voluntariamente, desejou vir e tomar nossos problemas, nossas feridas, nossas dores e até nossas rejeições, e leva-las sobre si mesmo. Por meio da cruz de Cristo alcançamos a libertação do jugo da rejeição.

 

2) Decidindo ser livre da rejeição. Além de entender o sacrifício de Jesus na cruz, precisamos decidir não ser dominados por esse sentimento. Ao longo da nossa vida continuaremos vivendo situações que provocarão a rejeição em nós, mas a questão é não se deixar dominar por essas situações, muitos entram debaixo desse jugo e vivem anos e anos escravizados, é preciso decidir romper com as experiências da rejeição. A palavra do Senhor declara no livro de Hebreus 12:1-3 “ Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. Glória a Deus!!!!! A Palavra de Deus nos ajudará a permanecer na decisão de sermos livres da rejeição, quando lemos essa Palavra e a declaramos sobre nossas vidas, seremos continuamente curados.

 

O Senhor nos ajuda em nossas aflições, que possamos romper com mais esse jugo que tanto nos escraviza e nos aprisiona impedindo-nos de viver o que Deus tem pra nós, que a experiência da Cruz de Cristo realmente seja real em nossas vidas e que a decisão de sermos libertos se manifeste dia após dia em nossa alma. É tempo de esquecermos as coisas que para trás ficaram e avançar para as que estão adiante, prosseguindo para o alvo, da soberana vocação em Cristo Jesus (Filipenses 3:13 – 14).

 

Pastores Fabiano e Wivian
24/09/2017. “ A Minha Família no Altar”
Acesse: www.bna12.com.br

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top