26/04/2015 – Um geração implacável na fraqueza
Por Comunicação BNA | 279 Visualizações | 16/06/15

2764775

Sem. 26 a 02/05/2015

Introdução: Como cristãos procuramos viver uma fé que nos faz fazer proezas em nome do Senhor, porém é percebível que situações nos rodeiam a todo tempo trazendo limitações em nossa fé ao ponto de gerar incredulidades no nosso coração, mesmo já tendo sido instrumentos nas mãos do Senhor.

Olhando para vida de Elias vemos essa pessoa, em um momento na fé, no outro totalmente incrédulo.

1 Reis 18:40 – Vemos um homem imponente diante do desafio, implacável em nome do Senhor.
1 Reis 19:3 – Vemos um outro homem, medroso e fraco.

Quando olhamos no capitulo 18 e 19 parece que não estamos falando da mesma pessoa, onde está o implacável Elias do capitulo 18 ?
Trazendo para nós, onde está o líder de garra, o discípulo fiel, fervoroso ?
Fugiu, se escondeu.
Precisamos entender que para as lutas espirituais não existem um tempo determinado, elas serão constantes. 12. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Não podemos nos confundir na fraqueza, muito pelo contrario, precisamos usa-la como mola propulsora para a vitória. “Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte” (2 Coríntios 12:10).
1. Reconhecer que estamos fracos, e buscar a graça de Deus.
“A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2 Coríntios 12:9)
2. De posse da graça, agir : A graça é o favor imerecido de Deus – O favor não resolve o problema, ainda depende de nós.
Muitas vezes estamos esperando a varinha magica que não existe. Vamos receber a graça de Deus, mas a ação será nossa para resolver o problema segundo a vontade de Deus. Elias recebeu a graça de Deus, quando por duas vezes o Senhor o alimentou. Mas mesmo ao receber a graça de Deus, decidiu ir pra caverna, se escorou em quem ele era, o que tinha feito. Ver 1 reis 19:10-11.

Conclusão: É tempo de nos levantar cheios da graça de Deus em ação, como verdadeiros lideres e discípulos de avivamento, e deixar o ontem para viver o hoje, não importa o que nós fizemos e quem fomos, o importante é que a graça de Deus se manifesta sobre as nossas vidas e nos torna implacáveis. Rm 8: 37 – 39 : Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Prs. Ronaldo e Fátima Dias 25/04/2015

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top