31/05/2015 – Raposinhas, um mau imperceptível – Pt II
Por Comunicação BNA | 359 Visualizações | 17/06/15

raposa-vermelha

Sem. 31.05 a 06.06.15
Ct. 2:15.

Nesta série de estudos para as células estaremos refletindo no perigo que representa as raposinhas para vida cristã. Algumas vezes estas atitudes passam a fazer parte da vida das pessoas, e sem que elas percebam são paralisadas nos propósitos de Deus. Essas raposinhas quando não são combatidas e exterminadas se tornam um perigo para a vida do cristão.

1) Fofoca – (Bisbilhotar, promover mexerico, divulgar informações sobre alguém sem a devida autorização com o objetivo de maldizer, criticar ou expor). Esta atitude tem causado um efeito devastador na vida das pessoas, tem causado divisões, contentas, separado amigos. A Bíblia diz: “ quão grande bosque um tão pequeno fogo incendeia” (Tg. 3:5). A falta de controle da língua tem produzido sérios problemas nos relacionamentos. Infelizmente alguns usam deste artifício para se promover, aproximar das pessoas em detrimento do relacionamento de outras…… Esta atitude as vezes tem passado desapercebida na vida das pessoas, a igreja combate os pecados morais, mas tem tolerado a fofoca no ceio da igreja. Na cartas aos
Coríntios 12:20 o apóstolo Paulo demonstra grande preocupação com a igreja, neste ponto, exatamente com as “raposinha”., pois tal situação estaria colocando em risco o crescimento dos irmãos. Ainda que que seja um mau que passa desapercebido na vida de muitos, a Bíblia reprova veemente tais atitudes. (Lv 19:16-18; Pv 11:13; Pv 10:19; Pv. 11:19; Tg 4:11). A fofoca é uma atitude desleal para com o próximo. A palavra de Deus nos ensina que devemos falar sempre com retidão, falar só o que edifica a vida daqueles que nos ouvem para que tenhamos dias bons (1 Pe. 3:10,11; Pv. 16:13).

2) Orgulho / Soberba – Sentimento ou pensamento elevado de si mesmo. Amor próprio exagerado que não reconhece seus limites e debilidades.Esta raposinha se manifesta fazendo com que as pessoas se sintam mais elevado, ou melhor, que o próximo. Orgulho excessivo, arrogância. Impedi com que as pessoas trabalhem em equipe, pois não consegue confiar na competência dos outros, por pensar que só ela é capaz (Auto-suficiência). As pessoas orgulhosas/soberbas tende a não aceitar opiniões contrária às delas. O orgulho tem impedido as pessoas de servirem a Deus na plenitude de Sua vontade. “A revolta contra o Senhor é tão grave como a feitiçaria, e o orgulho é pecado como é pecado a idolatria. O Senhor o rejeitou como rei porque você rejeitou as ordens dele” (1 Samuel 15:23 NTLH). A pessoa orgulhosa/soberba, se sentem humilhada em depender dos outros, tem muita dificuldade em ser ajudado, pois tem a sensação de impotência, diante de uma necessidade de ser ajudado. A Bíblia nos ensina o caminho para vencer o orgulho/soberba. A humildade é a melhor arma contra o orgulho/soberba. A humildade é uma característica inerente ao Reino de Deus. “Quem teme o Senhor e é humilde consegue riqueza, prestígio e vida longa”. (Provérbios 22:4 NTLH). Uma pessoa humilde ela não tem necessidade de mostrar quem ela é, ou tem. Ela tem a consciência de quem ela é com equilíbrio. Sabe se submeter, mesmo quando está em posição privilegiada. “O orgulho do homem o humilha, mas o de espírito humilde obtém honra” (Provérbios 29:23 NVI).

Conc. Estas raposinhos que abordamos hoje, devem ser combatidas veementemente, pois entramos em um tempo muito lindo de Deus em nosso ministério. E estamos conscientes que o Eterno nos usará no poder do Espírito Santo para tocar as família desta cidade. O senhor Jesus nos chamou para fazer discípulos, para frutificar. “Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai conceda a vocês o que pedirem em meu nome” (João 15:16 NVI). Não deixe que estas raposinhas impeçam a sua frutificação. Temos um decreto sobre a nossa vida de frutificação. Seja frutífero na vida espiritual, na vida familiar, no ministério, e em tudo que fizer. Esse é o decreto da parte de Cristo: “Que o vosso fruto permaneça”

30/05/15. “Restaurando o altar para legitimar uma colheita fiel”
Aplos. Ivanildo e Cássia Beatriz.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top