Pequenas atitudes que podem causar grande impacto
Por Comunicação BNA | 427 Visualizações | 30/08/15

tumblr_ldr8rwJ6Po1qbrhk2o1_500

Sem 30/08 à 05/09/15
Rt. 2:1-23

O texto base para nossa pequena reflexão nos relata a difícil tarefa de Rute em busca do sustento para a casa de Noemi (sua sogra), e o quanto foi providencial a atitude de Boaz facilitando a sua jornada. Boaz deu ordem aos seus empregados para que não a incomodassem, e ainda que deixassem mais espigas pelo caminho, assim ela poderia levar mais andando menos. (Durante a colheita era costume deixar as espigas que caíam pelo caminho, para que os pobres pudessem colher e garantir o mínimo de sustento). Boaz naquele momento foi voluntariosos, pois não tinha nenhuma obrigação de agir daquela maneira, mas o fez voluntariamente, também foi um facilitador, fazendo com aquela tarefa se tornasse mais produtiva e menos cansativa para Rute, por tanto se tornou um instrumento de Deus para mudar a sorte daquele família que tinha passando por um tempo de muitas perdas que a levou a viver em meio a muitas dificuldades.

“Ao colocar em pratica os princípios da vida cristã, nos tornaremos instrumentos na mão de Deus usados para abençoar as pessoas em nosso caminho”.
1) Ser Voluntarioso – A iniciativa de Boaz nos mostra uma atitude voluntariosa, pois ele foi além do necessário para poder abençoar a vida daquela família. Podemos dizer: ele andou a segunda milha, fez mais do que lhe era esperado. Ser voluntarioso é se dispor, sem levar em consideração a obrigatoriedade (não tenho responsabilidade, mas ainda assim o faço) ou merecimento (não merece, mas ainda assim o faço). A bíblia revela que além do sacrifício de louvor a Deus como fruto dos lábios que confessam o seu nome, Deus também se agrada da pratica do bem. “Mas não vos esqueçais de fazer o bem e de repartir com outros, porque com tais sacrifícios Deus se agrada”. (Hb. 13:16). Certamente ao praticar este princípio, estaremos diante de grandes oportunidades para falar do amor de Cristo, apresentando um evangelho que vai além do campo das palavras e das teorias. Por isso, não podemos perder a oportunidade de fazer o bem, procurando sempre estender a mão ao que precisa, e fazendo assim, sem esperar nada em troca, estaremos cada vez mais refletindo o amor de Cristo em nossas atitudes, e glorificando o nome do Pai. “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus”. (Mt. 5:16). A sociedade precisa conhecer uma igreja que vai além das quatro paredes, que vai além dos discursos, uma igreja que seja capaz de impactar esta geração por uma vida de princípios bíblicos. Fazer o bem, é um princípio da vida cristã que não pode ser ignorado. A omissão tem sido uns dos principais obstáculos que tem impedido o crescimento da igreja nos dias atuais. As vezes você pensa: “o problema não é meu”; “outro vai fazer”. Mas observe o que palavra de Deus diz: “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado” (Tg. 4:17).

2) Ser um Facilitador – Boaz não só permitiu que Rute ficasse em suas terras, mas deu ordem aos seus empregados para facilitar a sua tarefa. Estamos vivendo em meio a uma sociedade completamente egocêntrica, onde tudo deve girar em torno do indivíduo. Cada um procurando de todos os meios atender o seu próspero ego. E ainda Não são poucos os que pensam: “se posso complicar, porque facilitar”. Jesus Cristo deixou o esplendor de Sua glória e veio em carne para poder tirar o grande abismo que havia entre Deus e o homem. Ele facilitou o nosso acesso ao Pai, sem Ele seria impossível chegar e permanecer na presença de Deus.. Como é bom quando alguém nos ajuda no comprimento de nossa jornada, quando alguém facilita o nosso acesso, tornando a nosso tarefa mais fácil. Ao facilitar o caminho do nosso próximo, nos tornamos instrumentos de Deus para tocar a vida das pessoas, por isso como cristãos devemos ser facilitadores, construir pontes de relacionamentos, sempre buscando oportunidades para facilitar a vida das pessoas em nossa volta. “Sei que tem muito gente dificultando o seu caminho, mas creio que neste exato momento o Senhor está colocando um “Boaz” em sua direção para tornar mais fácil a sua jornada”. Portando ao vivenciar este princípio da vida cristã estaremos também diante de uma grande oportunidade de sermos usados por Deus para abençoar as vidas que cruzam o nosso caminho. Pode ser que o Senhor as colocou em nosso caminho com o exato propósito de sermos um “BOAZ” em sua vida.
Conc. – Lembrando que o bem que você quer receber, também deve fazer ao seu próximo. “Assim como quereis que os homens vos façam, do mesmo modo lhes fazei vós também”. (Lc. 6:31).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

 Top